Demissão em massa

Prefeito Domingos Dutra

É forte em Paço do Lumiar as especulações entorno de uma possível demissão em massa na prefeitura do município.

Entre os demitidos, estaria o secretário da Fazenda, Marcelo Belém.

A ordem para demitir, segundo fontes, teria partido da Secretária de Administração e Finanças, Núbia Dutra.

A justificativa para as demissões, ainda é desconhecida da população.

Prefeitura vacinará cães e gatos de mais de 30 bairros da capital nesta sexta (17) e sábado (18)

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza neste fim de semana mais uma etapa da campanha de Vacinação Antirrábica Animal.

 Os agentes vacinadores percorrem nesta sexta (17), das 13h às 17h e sábado (18), das 7h às 12h mais de 30 bairros que formam o Distrito Tirirical.

Para a campanha foram mobilizados 240 agentes que realizam a aplicação da vacina nas residências, sempre às sextas e sábados. A meta é imunizar 160 mil caninos e felinos até o fim do ano.

Até semana passada a gestão municipal havia vacinado mais de 80 mil cães e gatos.

A vacina é gratuita e protege os animais contra a raiva, doença que é fatal. Segundo o coordenador da Unidade de Vigilância em Zoonose (UVZ), João Batista Pires, a visita domiciliar é uma forma de garantir a cobertura vacinal e segue orientação do prefeito Edivaldo.

“Passamos a realizar a campanha seguindo a metodologia de visitação às residências. Desta forma nos aproximamos cada vez da meta do Ministério da Saúde”, explicou Batista.

São vacinados animais que têm pelo menos três meses de idade, exceto os que estejam doentes e as fêmeas no último mês de gestação. Caso a vacinação não seja realizada em domicílio por algum motivo, os proprietários dos animais devem procurar a Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), localizada na Estrada de Ribamar, Km 5, nº 201, Estrada de Ribamar.

A raiva é uma doença infecciosa aguda, que não tem cura e só pode ser prevenida com a vacina. Ela é transmitida pela saliva do animal contaminado.

Entre os sintomas estão mudança de comportamento, dificuldade para engolir e excesso de salivação.

SAIBAMAIS

Roteiro Vacinação Antirrábica de sexta (17) e sábado (18)

– Ipem São Cristóvão

– Jd.São Cristóvão

– Cid. Operária

– Jd América

– Jd São Paulo

– Vila Janaína

– Santa Clara

– Resid Tiradentes

– Base Aérea

– Baixão

– Dom Ricardo

– Aprendizado

– Jd Geniparana

– Vila Geniparana

– Vila Sarney Costa

– Vila José Reinaldo Tavares

– Vl.Janaina Cafeteira

– Vila América

– Recanto dos Pássaros

– Santa Efigênia

– Vl Pavão Filho

– Cruzeiro de Santa Bárbara

– Santa Bárbara

– Resd Alexandra Tavares

– Resd Sol Nascente

– Vila Cascavel

– Pontal da Ilha

– Resd Pontal da Ilha

– Conj.Sao Raimundo

– Vila Riod

Eles querem é Daniel

Daniel Dutra tem a preferência da maioria

Aliados de Daniel Dutra, filho do prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, garantem que vão tentar convencê-lo a permanecer na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado.

Eles afirmam que Daniel conta com o apoio da maioria e será o indicado do clã Dutra para concorrer às eleições de 2018.

A primeira-dama, Núbia Dutra, também estaria disputando a indicação de candidata do clã.

Elisa Lucinda faz conferência sobre o poder da palavra na FeliS

Elisa Lucinda narrou histórias de sua vida cotidiana pautada, em especial, na luta contra o racismo

Poesia, música e bom humor deram o tom da conversa com poetisa, jornalista, cantora e atriz Elisa Lucinda em sua conferência “A palavra é poder”, realizada na noite desta terça-feira (14), no Anfiteatro Beto Bittencourt, na Praia Grande.

A palestra integra a programação da 11ª Feira do Livro de São Luís (FeliS) promovida pela Prefeitura de São Luís, com o apoio do Governo do Estado.

Nascida em Vitória (ES), a atriz e escritora, Lucinda narrou várias histórias de sua vida – uma crônica do seu cotidiano pautada, em especial, na luta contra o racismo – e ‘ensinou’, de forma didática, o poder da palavra.

“Com ela (a palavra) podemos desconstruir ou respeitar o cidadão. A palavra é lâmina. É jogo perdido ou jogo ganho. Eu estou aqui por causa dela”, enfatizou ao anunciar que em abril de 2018 volta a São Luís para ministrar uma oficina de ‘Poesia Falada’: “Aqui eu me reconheço. Eu amo o Maranhão”, disse a artista.

Lucinda discorreu ainda sobre o projeto “Versos de Liberdade: cuidando de quem cuida para transformar o futuro de todos e todas”, que contempla socioeducadores e jovens em cumprimento de medidas. “A maior revolução que podemos realizar no Brasil, é a educacional. Não precisamos construir mais presídios”, defendeu ao enfatizar que a falta de educação é um túnel para o mundo do crime.

Lucinda também mostrou todo o seu talento de atriz multifacetada ao cantar a capela a música “Palavras ao vento” dos cantores e compositores Marisa Monte e Moraes Moreira para ratificar e corroborar o seu discurso do poder palavra: “Ando por aí querendo te encontrar, em cada esquina paro em cada olhar, Que o nosso amor pra sempre viva, palavras apenas, palavras pequenas”, palavras que ecoaram em coro uníssono dos presentes, que entenderam o “recado” da atriz: “não dá para mudar o começo. Se a gente quiser, pode mudar o final”, sempre o poder e a política do cotidiano em que todos se ajudam pelo poder da palavra.

Lucinda autora de livros como A Lua que menstrua, Sósia dos sonhos, O Semelhante, Eu te amo e suas estreias, A Menina Transparente, Coleção Amigo Oculto, Contos de Vista, A Fúria da Beleza, Parem de falar mal da rotina, A Dona da Festa e Fernando Pessoa, o Cavaleiro de Nada e Aviso da lua que menstrua, reflete: “Cada palavra dita, antes de dizer, homem, reflita….Sua boca maldita não sabe que cada palavra é ingrediente que vai cair no mesmo planeta panela. Cuidado com cada letra que manda pra ela”, encerrou.

Espaço Criança reúne alunos da educação municipal na 11ª FeliS

A descontração, alegria e encantamento da criançada tem chamado a atenção de quem passa pelo Espaço Criança, montado pela Secretaria de Municipal de Educação (Semed), na 11ª Feira do Livro de São Luís (FeliS).

O evento é uma realização da Prefeitura e Governo do Estado e prossegue até domingo, no Centro Histórico, das 10h às 22h. Nos 10 dias da FeliS, o Espaço da Criança deve receber centenas de alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental da rede municipal, além de estudantes de escolas comunitárias de São Luís e dos municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

Na manhã desta segunda-feira (13), o Espaço Criança recebeu crianças do bairro Desterro, que tiveram a oportunidade de desenhar, pintar e conhecer o mundo mágico da literatura infantil com as contações de histórias das atrizes Renata Figueiredo e Cris Campos, do grupo Xama Teatro.

As atrizes interpretaram contos do livro “Arte e manhas do Jabuti”, do escritor maranhense Wilson Marques.

Aluno da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Nova Canaã, Wedney Barbosa narrou o encanto pelas histórias, desenhos e pinturas que compõem o espaço.

“Estou feliz. Foi muito bom”, relatou ao lado da coleguinha de escola Ana Lúcia que disse ter sido um momento especial, “Foi um dia muito feliz. Estou muito contente”, disse a menina.

Renata Figueiredo pontuou a importância do trabalho dos contadores de história na Feira do Livro.

“A Feira é um ambiente propício. É um paraíso. O livro, a história e a narrativa são o centro da questão. Crianças interessadas em pegar o livro, ler. Nesse espaço o nosso trabalho cabe feito uma luva”, disse ao relatar a emoção em perceber os olhinhos das crianças brilhando, refletindo e apreendendo novas palavras, nesse trabalho de criação e recriação.

Com muita criatividade, as atrizes prenderam a atenção das crianças, que interagiram com palmas e cantando. Elas se encantaram com a magia das fábulas, músicas e poesias que despertam nas crianças o interesse pelo livro e a leitura. João Victor Oliveira, que ao final do evento ganhou um livro do escritor Wilson Marques decidiu compartilhar com os colegas João Sousa e Cauã Costa. “Esse livro é nosso”, frisou.

A professora e contadora de história Rosângela Teixeira Sousa, da Coordenação do Livro Didático e Infantil da Semed destacou que 40 escolas da Educação Infantil estão agendadas para visitar o local.

“Isto é gratificante nesse momento em que dedicamos a nossa atenção e esforço para criar desde cedo nas crianças o hábito de ler e escrever”, sentenciou.

Programação

A feira terá presença de 23 convidados nacionais, 10 performances poéticas, 60 contações de história, sete espetáculos circenses de rua, sete intervenções artísticas, uma orquestra, nove conferências, palestras, oficinas, minicursos, pockets shows, saraus e musicais.

Ainda na programação, espaço Café Literário, espaço infantil, exposições, vendas de livros e de artigos literários – serão 56 lançamentos de livros.

A estrutura do evento é composta por 22 espaços com atrações, 54 estandes para livreiros, sebos e instituições parceiras, três auditórios para debates e conferências.

Apoio

A FeliS tem como correalizador o Serviço Social do Comércio (Sesc); patrocínio da Vale e Potiguar; e apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema).

Entre as parcerias, Associação dos Livreiros do Estado do Maranhão (Alem), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e diversos outros apoiadores

O apoio vai para Edilázio e Roseana

Ex-prefeito Josemar Sobreiro

O ex-prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro, já comunicou a seu grupo que vai apoiar Edilázio Júnior para deputado estadual e Roseana Sarney para o governo do estado.

Segundo aliados, Josemar acredita que poderá dar uma votação significativa aos dois.

Em 2014, quando comandava a prefeitura, não conseguiu transferir votos suficiente para eleger Davi Alves Filho e encerrou o mandato com alto índice de rejeição.

Feira do Livro inicia nesta sexta-feira

A identidade racial e de gênero estará no centro dos debates da 11ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS), que será realizada de 10 a 19 deste mês, das 10h às 22h, na Praia Grande.

A romancista maranhense Maria Firmina dos Reis, referência por quebrar barreiras, se destacar numa área onde homens dominavam e ter marcado em seus escritos a postura antiescravagista, é patrona do evento. Esta edição da feira – realizada pela Prefeitura de São Luís em parceria com o Governo do Estado – vai se concentrar na obra da escritora e outras literaturas de referência afrodescendente.

A FeliS terá 40 estandes de livreiros, 10 espaços para sebos, 10 performances poéticas, sete intervenções artísticas, 60 contações de história, sete espetáculos circenses de rua, uma orquestra e 55 lançamentos de livros.

São esperados mais de 200 mil visitantes e venda de mais de dois milhões de livros, a fim de superar o evento do ano passado. Criada pela Lei Municipal, nº 4. 449/2005, a Feira do Livro de São Luís é ferramenta de fortalecimento da vocação e produção literária maranhense.

Para estimular o consumo literário, será entregue o vale-livro, uma das principais ações da edição. Serão R$ 300 mil reais em recursos a serem destinados aos alunos da rede pública de ensino municipal e estadual.

O passaporte literário, que será disponibilizado pelo Governo, será distribuído na própria escola, a partir de critérios, e poderá ser trocado por livros durante a Feira.

O evento tem parceria da Vale, Sesc, Associação dos Livreiros do Maranhão (Alem), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Federação das Indústrias do Maranhão (FIEMA), Rede de Museus Educadores e Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM).

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

Mais de 100 atividades estarão disponíveis na 11ª FeliS, incluindo palestras, teatro, rodas de conversas, exposições, mostras de cinema, sarau e café literário, entre muitas outras atrações.

Um dos destaques, o Espaço Sesc, vai divertir o público, principalmente as crianças, com as contações de histórias, música, dramatizações, dança, pintura de rosto, oficinas, dobraduras, apresentações de projetos das escolas municipais, brincadeiras e jogos educativos e ainda momento de autógrafo com escritores maranhenses.

A programação da FeliS ocorrerá na Casa do Maranhão, Galeria Trapiche, Portugal e Estrela, no Cine Praia Grande, Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, Praça Nauro Machado, Escola de Cinema (IEMA), Beco Catarina Mina, estacionamento da Câmara Municipal, auditório da Defensoria Pública do Estado do Maranhão, auditório da Associação Comercial do Maranhão, o Teatro João do Vale, Anfiteatro Beto Bittencourt e Biblioteca Pública Benedito Leite, entre outros.

PATRONA

Maria Firmina dos Reis demonstrou sua afinidade com a escrita ao publicar ‘Úrsula’ em 1859, primeiro romance abolicionista e primeiro escrito por uma mulher negra brasileira.

O romance a consagrou como escritora e também foi o primeiro romance da literatura afro-brasileira, entendida esta como produção de autoria afrodescendente. Em 1887, no auge da campanha abolicionista, a escritora publica o livro ‘A Escrava’, reforçando sua postura antiescravista.

Este ano marca o centenário de morte da maranhense.

Prefeitura de São Luís divulga o reggae em passeio musical pelas ruas do Centro Histórico

O Roteiro Reggae já faz parte do calendário da nação reggaeira de São Luís, e a edição dessa quarta-feira (8) só confirma isso. O evento integra o programa ‘Reviva’, da Prefeitura de São Luís, realizado por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur) e mostra que, na Jamaica Brasileira, o reggae está cada vez mais propagado.

Às 19h já era possível observar o público dançando no ritmo das ‘pedras’, na Praça Benedito Leite, no Centro, local de partida do cortejo. Em diversas paradas, todos puderam aprender com os grupos de dança que animaram o público como dançar agarradinhos, o jeito clássico de dançar reggae em São Luís.

“E é justamente por essa descontração, esse jeito de mostrar nossa cultura para todos, que os eventos da Setur conquistam quem participa”, destacou a secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo.

O trajeto seguiu, ao som do ritmo jamaicano, pelas ruas da Palma, do Giz, Beco da Pacotilha, Praça da Faustina, Rua da Estrela, Portugal, Beco Catarina Mina, Rua da Alfândega, finalizando na Praça Nauro Machado.

Durante o trajeto, além das informações, o público curtiu um repertório especialmente produzido para deixar todos encantados com o reggae.

“Nem sempre a gente tem muito contato com o ritmo, e eventos como esse servem para lembrar que nós temos uma cultura muito bonita, que deve ser sempre enaltecida”, disse Bia Guterres, estudante, que acompanhou o trajeto desde a Praça Benedito Leite.

REVIVA

O Roteiro Reggae ocorre de forma programada desde julho deste ano. Ele faz parte do Reviva, que é um programa criado pela Prefeitura de São Luís e realizado por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), com o objetivo de dar vida ao Centro Histórico.

O Reviva contempla ainda o Sarau Histórico e o Passeio Serenata.

Menor foi enterrada viva, estava com os braços amarrados, cabeça desfigurada, e padrasto tem prisão decretada

Do Blog do Luís Cardoso

A Delegada titular do Maiobão, em Paço de Lumiar, Eunice Rubem, informou que Alanna Ludmilla (na foto com a mãe), 10 anos, que estava desaparecida desde quarta-feira, dia 1 deste, foi encontrada hoje enterrada numa cova rasa no quintal da própria com os braços amarrados e a cabeça desfigurada por causa da violência a que foi submetida.

A menina teria sido enterrada viva, o que falta ser comprovado pela perícia. 

Para a autoridade policial, quem cometeu o crime usou de requintes de perversidades e amarrou a criança, a espancou com violência, e depois enterrou o corpo coberto de sacos plásticos transparentes e a cabeça com um saco preto.

Segundo a primeira pessoa que localizou o corpo, o vizinho Nonato Vasconcelos, ela estaria sem as roupas quando foi desenterrada. Disse que sentiu hoje, por volta das 9h, um forte odor e que, na medida em que se aproximou de uma cerca no quintal, o fedor aumentou ainda mais.

Ele pulou pro quintal e começou a retirar pedaços de pedras e tijolos no local onde atraía muitas moscas. O corpo da menor foi levado para o IML  a fim de ser periciado.

Justiça decreta prisão de acusado de matar Alanna Ludmila

A delegada não descarta a possibilidade da participação de mais de uma pessoa no crime.

Desde quarta-feira que o clima era de esperança na porta da dona Jaciane Borges, mãe de Ludmilla, e até vizinhos, pessoas de outras comunidades, além de parentes, fizeram correntes de fé. Hoje, o clima é de revolta, com pedidos de justiça.

O padrasto da menina, Robert Serejo Oliveira, que esteve na casa por duas vezes, pela manhã e de tarde no dia do crime, continua foragido. Por isso, teve prisão decretada.

Prefeitura apresenta Projetos de Lei do PPA e LOA à Comissão de Orçamento da Câmara Municipal

Os Projetos de Lei do Plano Plurianual (PPA) 2018-2021 e a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2018 foram apresentados na tarde desta terça-feira (31), à Comissão de Orçamento da Câmara Municipal.

A apresentação, realizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), dá início à etapa do processo de aprovação dos documentos.

Os próximos passos serão a discussão com os demais vereadores da casa legislativa e a realização de audiência pública com participação democrática dos cidadãos.

O PPA sistematiza políticas públicas e lista as principais ações e metas da gestão municipal para os próximos quatro anos.

Durante a exposição, o secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento, José Cursino Raposo, explicou que o documento contempla investimentos em áreas prioritárias como educação, saúde, meio ambiente, segurança pública, cultura e patrimônio histórico, desenvolvimento socioeconômico, desenvolvimento urbano e mobilidade.

“Apresentamos à comissão o conjunto de informações que julgamos necessárias para que os vereadores tenham condições de avaliar os projetos. Estamos atravessando um cenário de economia instável e, diante dessa realidade, nosso modelo de planejamento prioriza investimentos em políticas sociais consideradas essenciais. Esse foi um trabalho fruto de uma ação coletiva de todas as secretarias da gestão municipal e que incluiu sugestões da sociedade, fruto de consulta pública realizada via internet”, ressaltou Cursino Raposo.

Para elaboração da LOA, a estimativa das receitas levou em consideração o projeto de modernização fazendária, a carteira de captação de recursos voluntários e a estimativa de transferências, realizada pela Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz).

Os critérios de alocação do custeio foram definidos de modo a contemplar ações que o prefeito tem priorizado, assegurando as despesas com pessoal e as obrigatórias e compulsórias.

CÂMARA

A apresentação das propostas à Comissão Orçamentária da Câmara dá início à etapa legislativa quando os projetos são encaminhados à Câmara para discussão e votação.

Vereadores que participaram da reunião avaliaram positivamente a apresentação por parte do executivo municipal.

O presidente da Comissão de Orçamento da Câmara, vereador Gutemberg Araújo (PSDB) explicou que o papel da comissão é instrumentalizar os demais vereadores para que eles tenham condições de avaliar melhor os projetos.

“Além de tecnicamente qualificada, a reunião foi extremamente proveitosa, pautada pela cordialidade, onde foram discutidas peças importantes para a população de São Luís. Esse foi o pontapé inicial para que a comissão possa seguir em frente, com um cronograma já estabelecido, que inclui um seminário de orientação aos vereadores e a audiência pública com participação da população”, afirmou o parlamentar.

Também participaram da reunião os secretários municipais Delcio Rodrigues (Fazenda) e Moacir Feitosa (Educação) e os vereadores Genival Alves (PRTB), José Joaquim (PSDB) e Estevão Aragão (PSB), além de técnicos da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento.