Cidade

Prefeitura reúne comerciantes informais da Praça Deodoro para ação de preservação das árvores

A Prefeitura de São Luís e a empresa de reciclagem Indama farão o recolhimento semanal do óleo usado por comerciantes informais que trabalham na Praça Deodoro. O produto será armazenado de forma adequada em baldes e, depois de recolhido, será transformado em sabão artesanal.

A ação visa a limpeza do logradouro, que recebe diariamente centenas de pessoas que trafegam pelo espaço, bem como a preservação das árvores que muitas vezes recebem estes resíduos em suas raízes, o que prejudica a saúde destas espécies.

Nesta sexta-feira (9), o Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur) e a Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), via Blitz Urbana reuniram os comerciantes informais que trabalham com óleo e água quente nas praças do Pantheon e Deodoro.

A reunião foi parte da programação da Semana Mundial do Meio Ambiente e serviu como alerta para preservação de dezenas de oitizeiros centenários.

Durante o encontro que reuniu cerca de 60 comerciantes, o presidente do Impur, Luiz Borralho, explicou que várias ações já foram iniciadas como forma de prevenção e manutenção das plantas.

“É necessário um trabalho conjunto e de conscientização por parte dos comerciantes para que preservemos nossas árvores, que são um bem da cidade. Para isto não podemos descartar resíduos em suas raízes porque traz muitos prejuízos às plantas”, disse Borralho.

Ainda de acordo com Borralho, uma parte dos comerciantes cadastrados e que operam regularmente nas praças já faz a destinação correta destes resíduos.

“Já temos pessoas que entenderam o processo e a necessidade de preservar, que encaminham o óleo para reciclagem e é exatamente o trabalho que estamos fazendo com os demais, conscientizar para que dêem a destinação correta para o produto”, completou.

RECOLHIMENTO

O administrador da empresa recicladora, Rafael Pinto, explica que o processo de recolhimento será realizado semanalmente e que a empresa ficará responsável também pela reciclagem do óleo que será transformado em sabão artesanal.

“Vamos distribuir baldes com tampa para que os comerciantes iniciem o processo do descarte correto e ao final da semana, faremos o recolhimento do produto com total higienização. Com o avanço na conscientização dessa prática, faremos ainda a implantação de bambonas fixas para atender as duas praças”, detalhou Rafael Pinto.

Já a entrega do material será feito na base da Blitz Urbana, localizada na Praça do Pantheon, medida que, de acordo com o superintendente da Blitz, Antônio Duarte, facilita o deslocamento dos comerciantes.

“Além de prevenção, a Prefeitura visa a saúde das plantas, o bem estar e segurança de quem trabalha e passa todos os dias por aqui”, disse Antônio Duarte.

AÇÃO CURATIVA

A partir deste sábado (10), a Prefeitura de São Luís por meio do Impur, também dará início à ação curativa em 32 oitizeiros. Os exemplares que passaram por um minucioso diagnóstico, feito por técnicos e agrônomos, revela que as plantas estão com brocas, uma espécie de abertura interna e que propicia o aparecimento de fungos e bactérias que podem ocasionar a morte das árvores.

A ação tem prazo para conclusão de 10 dias, em razão do grande fluxo de pessoas que passam pelo local. Serão preenchidas as regiões comprometidas de cada árvore, entre outros procedimentos curativos.

Viva Cidadão vai fechar as portas

A Unidade do Viva Cidadão Beira-Mar vai fechar as portas as 13h dessa sexta-feira (9).

O diretor Duarte Junior, convocou uma reunião com todos os funcionários.

Segundo fontes, a pauta é o aprimoramento no atendimento.

Os funcionários estão preocupados e temem que possa ocorrer demissões.

A Unidade retoma o atendimento às 16h.

Anatel anuncia mudanças em contratos com concessionárias de telefonia fixa

 

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou hoje (8), no Diário Oficial da União, as mudanças nos contratos de concessão de serviços de telefonia fixa, que incluem alterações nas metas de universalização dos serviços.

Os contratos, que serão assinados com as empresas Oi, Telefonica, Embratel, Sercomtel e Algar, vão vigorar até 2025.

Pelo novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU), a instalação de orelhões em localidades menores somente será feita sob demanda do usuário.

Foram retiradas as obrigações atuais de densidade e de distância mínima entre os aparelhos, previstas em planos anteriores. Escolas, bibliotecas, museus, hospitais, postos de saúde, delegacias, aeroportos e rodoviárias terão atendimento prioritário para a instalação de orelhões.

A expectativa é que nos próximos dias seja publicado um decreto presidencial sobre o PGMU. O plano prevê que, nas localidades com mais de 300 habitantes, o prazo para instalação dos telefones será de sete dias a partir da solicitação do consumidor em 90% dos casos.

Pelo menos 10% dos orelhões devem estar em locais acessíveis ao público durante 24 horas, e todos devem permitir ligações nacionais e internacionais.

Na sede dos municípios, as concessionárias deverão manter instalada a capacidade de backhaul fixada em dezembro de 2010. O backhaul é a infraestrutura de rede do telefone fixo utilizada para acessar a banda larga

Segundo a Anatel, a mudança nos contratos e nas metas de universalização foi motivada pela perda acentuada de atratividade do serviço de telefonia fixa, a pressão competitiva de outros serviços de telecomunicações e os hábitos de consumo dos usuários.

As alterações foram aprovadas depois da realização de consulta pública, conforme determina a legislação.

Jovens de São Luís são foco de parceria entre Prefeitura e Governo do Estado

Os jovens de São Luís vão ser contemplados com projetos e ações que têm foco na Educação, Cultura e Turismo, a partir de trabalho parceiro entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

Para formalizar o acordo, representantes da juventude das duas gestões reuniram-se com o prefeito Edivaldo, na tarde desta terça-feira (6), no Palácio La Ravardière.

Na ocasião, foi apresentada a proposta e definido o cronograma prévio das atividades.

Programas como ‘Jovem Cidadão’, ‘Aulão do Enem’, ‘Juventude Viva’ e ‘Geração Ciência’, entre outros, serão implantados ou fortalecidos na capital.

prefeito Edivaldo destacou o diferencial da parceria em priorizar a juventude, estimulando o crescimento intelectual e sensibilizando para questões de cunho social.

“É uma parceria extremamente frutífera e reforça o trabalho que a Prefeitura já desenvolve com o Estado e agora, com foco na nossa juventude. Estamos satisfeitos com as possibilidades apresentadas e vamos trabalhar para que possamos ampliar o conjunto de projetos e atender à demanda dos nossos jovens”, enfatizou o prefeito Edivaldo.

Desenvolver políticas de alcance direto e concretas para a juventude é o principal objetivo da parceria, avalia a secretária de Estado Extraordinária de Juventude (Seejuv), Tatiana Pereira.

“O alinhamento Governo e Prefeitura é muito importante para que algumas ações tenham mais êxito e possam alcançar um maior contingente de jovens em São Luís”, pontuou a gestora.

PROGRAMAS

Entre os programas que serão ampliados ao município está o ‘Jovem Cidadão’, que tem como objetivo apresentar a cidade a estudantes do Ensino Médio. Aproximadamente dois mil jovens de todo o Maranhão são alcançados com o programa. O ‘Jovem Cidadão’ consiste em passeios guiados por equipe da Secretaria Municipal de Turismo contando a história dos pontos turísticos mais importantes da capital e de outras regiões do Estado e ainda, atividades lúdico-esportivas nos bairros da capital.

O ‘Aulão do Enem’ é outra ação do conjunto que prepara para o Exame Nacional do Ensino Médio e a partir da parceria, passa a contemplar também estudantes da rede municipal de ensino.

O ‘Juventude Viva’ voltado para jovens de bairros periféricos, será lançado com a parceria e vai trabalhar nas comunidades mobilizando a juventude para ações socioculturais. Oito comunidades já estão cadastradas para essa ação, que tem previsão de iniciar no mês de julho.

O projeto ‘Geração Ciência’, promovido nas escolas e voltado à comunidade estudantil do Ensino Médio, estimula na realização de pesquisas em áreas diversas do conhecimento, sendo que as aprovadas são apoiadas pela gestão. O projeto está em fase de seleção dos trabalhos.

E a campanha ‘Juventude Prevenida’, que na segunda quinzena deste mês será ampliado às unidades de ensino fundamental do município. O trabalho discute e orienta sobre temas como violência na adolescência, drogas, doenças sexualmente transmissíveis e outros, a partir de palestras e oficinas.

 

Professores promovem manifestações contra Prefeitura de Cedral-MA

 

Professores da rede pública municipal de ensino de Cedral-MA, promoveram na manhã desta sexta (02) manifestações contra recentes atitudes promovidas pela Prefeitura Municipal, que prejudicam o desenvolvimento da Educação de lá, bem como a desvalorização os profissionais.

A manifestação começou em frente à prefeitura, seguindo para a Câmara de Vereadores local.

O primeiro gesto de manifestação contra a Prefeitura de Cedral, liderada pelo recém eleito prefeito Jadson Passinho, foi uma paralisação em toda a rede municipal, planejada com antecedência pelos profissionais da educação que fazem uma série de reivindicações por meio desse ato.

Redução de salário

Segundo informações fornecidas ao blog por meio de professores da cidade, o salário dos funcionários da Educação foi reduzido, desvalorizando assim a atuação destes no município.

Além disso, o prefeito tirou a gratificação de 10% e o piso não foi reajustado nesse ano, prejudicando os professores.

Educação precária

Os profissionais reclamam ainda das precárias condições que estão sendo oferecidas para que estes conduzam a Educação do município de Cedral. Escolas recém construídas estão abandonadas, como é o caso do novo centro de ensino construído na anterior gestão na comunidade de Santaninha, que similar à escola Euclides Ribeiro, de Mirinzal, ficou pronta e está servindo de abrigo para o mato.

São destaques para confirmação da precariedade da educação no município, como confirmado por profissionais que atuam no mesmo, que hão escolas que não constantemente ficam sem água, e ainda outras não tiveram merenda desde o começo das aulas no ano letivo de 2017.

A manifestação realizada na manhã desta sexta foi comunicada previamente ao Sindicato dos Profissionais da Educação de Cedral, o SINPROECED, que é um dos apoiadores do ato realizado pelos profissionais. A Prefeitura de Cedral ainda não se pronunciou sobre o assunto.