Prefeito vai contratar 40 mil “bocas de urna”

Apesar dos 96% de
rejeição, o prefeito de Martiolândia, a 30 km da capital Marte vai a reeleição
e acredita que poderá se reeleger facilmente.
O município enfrenta
sérios problemas de infraestrutura, as Unidades Básicas de Saúde não possuem medicamentos,
médicos e material para fazer um simples curativo. As escolas não oferecem
nenhum conforto aos alunos e ainda falta merenda e professores.
Para continuar no
comando do município, o prefeito Martolano (PSF) aposta nos votos que virão dos
40 mil “boqueiros” que ele vai contratar as vésperas das eleições. 
Os “boqueiros” ficarão
confinados em um sítio na zona rural do município dois dias antes das eleições.
A cada um deles o prefeito pretende pagar R$ 100.
O dinheiro a ser gasto
com a “boca de urna” vem das propinas arrecadas de empreiteiras contempladas com
obras no município.

O Ministério da
Política – Órgão equivalente ao Ministério Público aqui da terra – já foi
informado da intenção de Martolano de fraudar as eleições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*