Saúde

Thaiza Hortegal conclama à conscientização pelo aleitamento materno  

A deputada Dra. Thaiza Hortegal (PP) usou a tribuna da Assembleia para destacar a campanha “Agosto Dourado” e a “Semana Mundial do Aleitamento Materno”. A parlamentar frisou as campanhas encabeçadas pela Sociedade Brasileira de Pediatria e pelo Governo do Maranhão. 

“Primeiramente, quero destacar a atuação da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), especialidade da minha carreira como médica e que tem um importante papel na conscientização das mães para manter a amamentação, realizando lives, cursos EAD, podcasts, publicações de vídeos com depoimentos de pediatras e de mães. Nós, médicos, temos o dever de difundir o que estudos científicos já comprovam quanto aos benefícios do aleitamento materno”, disse. 

Médica pediatra, a parlamentar disse que a amamentação intensifica o vínculo entre mãe e filho e que é a forma mais econômica e eficaz para se prevenir doenças, além da reduzir danos ao meio ambiente e gastos do estado com internações.

Thaiza Hortegal também destacou a iniciativa do Governo do Estado. “O governo estadual lançou sua campanha local porque entende a importância dessa prática que, além da amamentação, incluiu mais uma necessidade, tal seja, a erradicação do sub-registro civil de nascimento, ambas estratégias voltadas para a garantia de nutrição e desenvolvimento da criança nos seus primeiros anos de vida. Ou seja, o governador Flávio Dino decidiu em uma só campanha de proteção à primeira infância realizar ações conjuntas das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social, Educação, Direitos Humanos e Participação Popular, pelo bem das nossas crianças”.

Segundo ela, trata-se de uma semana de extrema importância. “Conclamo a participação dos nobres colegas em divulgar esta semana, incentivar campanhas de amamentação e aumento de estoque de leite materno, que já sofreu muito durante esse período de pandemia, com reduções drásticas de material. Portanto, participem, incentivem, divulguem!”.

Segundo dados da SBP, atualmente, em todo o Brasil, 823 mil mortes de crianças e 20 mil de mães, em decorrência do câncer de mama, principalmente, são evitadas pelo aleitamento materno.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *